Conjuntos Numéricos em caixinhas de isopor !

Para falar sobre Conjunto dos Reais percebi nas minhas turmas do ano passado uma dificuldade na assimilação do Diagrama de Venn para os Reais, sendo muito comum, a troca dos nomes dos conjuntos e elementos que lhes pertencem. Optei neste ano, por trabalhar com a história da matemática dos naturais aos reais. Após a explanação de cada conjunto e suas aplicações, resolvi finalizar com a demonstração dos Conjuntos “Inbox”.

Material utilizado

  • · 5 caixas de isopor:De tamanhos diferentes de forma tal a se encaixarem uma dentro da outra.
  • · Bolas de isopor de tamanhos diversos.

Desenvolvimento

Supondo a possibilidade de colocarmos os números em caixas de forma a cada uma delas representarem um conjunto, iniciamos com a menor de todas as caixas e colocamos bolas de isopor com alguns números naturais, escritos pelos alunos e a denominamos de Colocamos então esta caixa dentro de outra, sendo observada a existência de um espaço vazio dentro da mesma, sendo preenchido com bolas de isopor contendo números inteiros negativos, assim fechamos a caixa e as denominamos N e Z respectivamente.



Acervo pessoal da autora


Colocamos a caixa dentro de outra caixa, que por sua vez, apresentava também um espaço para ser preenchido de forma a encher toda a caixa. Os alunos escreveram nas bolas de isopor números na forma de frações ou decimais,que foram inseridas na caixa, a tampamos e a definimos como Q. Aqui paramos e falamos sobre a relação desses conjuntos: (Figura 2). Ao término dessa aula apresentamos uma canção com o intuito de alicerçar estes conteúdos. Na verdade, a aula só finalizou depois que “desenhamos” estas caixas no quadro, uma dentro da outra conforme foi feito obtendo o Diagrama de Venn para o Conjunto dos Racionais.


Acervo pessoal da autora


Após trabalhar com as operações com os Racionais, sempre lembrando a aula das caixas, apresentamos os Conjuntos dos Irracionais e dos Reais. Retornamos com todas as caixas para sala de aula onde trabalhamos com mais uma caixa a definimos como sendo dos números irracionais, escrevemos algumas bolas de isopor com números tais como raiz de dois, raiz de três..., a tampamos e a denominamos I. Para finalizar, tomamos as caixas e as colocamos (caixas Q e I) na caixa maior, onde observamos que não há espaço entre as caixas, denominando esta última como R e representando o Conjunto dos Reais: (Figura 3). Aqui já é possível construir o Diagrama de Venn para o Conjunto dos Reais. Uma segunda canção foi criada para este momento.

[Observação: Embora as caixinhas dos Racionais e Irracionais sejam idênticas é importante salientar que o segundo conjunto é mais denso].


Acervo pessoal da autora


Avaliação



Quando falo com os alunos sobre a “aula das caixinhas” (forma como tem sido lembrada), a sala não “emudece”, juntos eles constroem o diagrama, identificam cada conjunto e dão exemplos de números que pertencem a cada um deles, verificando portanto que a aprendizagem foi significativa.


Autora convidada




Rose Cavalcanti (http://lattes.cnpq.br/8333729549732340) é licenciada em matemática desde maio de 2013 pela UFF através do consórcio Cederj. Iniciou suas atividades junto à EJA em 2014, no município em que reside há quatro anos, Itatiaia/RJ onde foi despertada a trabalhar com o concreto e o lúdico. Desde então, gera o sonho de construir um laboratório de matemática itinerante no município, de forma a estimular as escolas a possuírem o seu próprio.Em 2016 começou a dar aulas também para alunos do fundamental regular.

SOBRE O AUTOR

Daniela Mendes Coordenadora do projeto colaborativo Laboratório Sustentável de Matemática. Mestra em Educação em Ciências e Matemática-PPGEduCIMAT/UFRRJ, Doutoranda em Ensino de Matemática-PEMAT-UFRJ. Professora Regente de Matemática na SEEDUCRJ- Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro- Programa dupla escola CEHC. Tutora nas Licenciaturas em Matemática e Física do consórcio CEDERJ.
Facebook Twitter Instagram

Relacionados

práticas de laboratório 5163661290434780090

Postar um comentário

Vencedor na Categoria Ensino Médio

Vencedor do 2º Prêmio de Educação Científica

Recente

Popular

Destaque

Caixas misteriosas para abrir o ano letivo

Nada melhor do que começar o ano letivo despertando a curiosidade dos nossos alunos, uma vez que, segundo Rubem Alves, educar é a arte de ...


item