A autora e colaboradores

Quem somos?


Nossa história


O Projeto LSM começou em 2014 como um projeto da professora Daniela Mendes Vieira da Silva (Lattes: http://lattes.cnpq.br/4617961312604985) apoiada, principalmente, por seus alunos e pela direção da escola onde trabalha – Colégio Estadual Hebe Camargo, em Pedra de Guaratiba, bairro da Zona Oeste carioca. Ela acreditou que objetos de aprendizagem mediadores do aprendizado seriam úteis para o desenvolvimento do ensino de Matemática. Mais ainda, com a dificuldade financeira inerente a muitas realidades escolares (principalmente na públicas), os materiais para a confecção desses objetos manipuláveis foram escolhidos dentre os reutilizáveis, reaproveitáveis ou recicláveis doados pela comunidade escolar. O complemento feito pela escola era feito apenas com materiais que não possuíam essa natureza. 



O LSM foi crescendo, se transformando e hoje trabalha com multimeios e abordagens diversificadas para o aprendizado de Matemática além de ter passado a contar com a colaboração externa de outros professores e licenciandos através da divulgação deste projeto em mídias digitais (blog laboratóriosustentaveldematematica.com e suas redes sociais). A professora Daniela e seu grupo de colaboradores passaram então a, além de divulgar atividades diferenciadas de ensino aprendizagem pela internet, também a promover diversos encontros de educação matemática visando a troca de saberes com diversos atores da educação com aquilo que consideramos fundamental como um amálgama que nos mantém conectados como grupo: nestes encontros as atitudes e motivações de pesquisa dos professores que tem se inserido nesta rede de mútua colaboração nascem do chão da escola. 


A institucionalização do grupo de colaboradores e da Rede 


Este grupo de colaboradores se organizou ao longo do tempo em um grupo de estudos colaborativo, ao qual denominamos N-LSM; este grupo nasceu no coração da Escola Básica, mais precisamente no Colégio Estadual Hebe Camargo, que foi o primeiro espaço-físico do projeto LSM. O N-LSM – tem sido o espaço de discussão no qual compartilhamos e articulamos nossas práticas para o ensino de matemática em nossas salas de aula. 

A partir do N-LSM fundamos outra sede física do LSM no CIEP 111 Gelson Freitas (LSM-111) – em Mesquita; município da Baixada Fluminense, coordenado pela professora Darling Arquieres e estamos apoiando a criação de uma terceira sede física do LSM no CIEP Poeta Fernando Pessoa (LSM-Fernando Pessoa); em Parque Anchieta, bairro do subúrbio da Zona Norte carioca, cuja implantação está sendo coordenada pelo professor Fábio Menezes – Além de também estarmos apoiando da criação de 3 novos laboratórios sustentáveis, ainda em fase de planejamento para implantação, em institutos, escolas e universidades localizados em diversos estados do Brasil e hoje já podemos nos apresentar como Projeto REDE-LSM.

Seja membro da REDE-LSM!


Aqui você vai descobrir que a produção dos objetos de aprendizagem pode ser feita a partir de materiais de baixíssimo custo ou até custo zero, o que torna viável inclusive a construção de um espaço ecológico dedicado ao aprendizado de Matemática na sua escola, professor(a)!

E então? Vamos juntos? Para ter um LSM na sua escola só é necessário boa vontade, apoio mútuo e lixo! Entre em contato com a gente!!!

Atente

Todas as práticas e materiais aqui recomendados são rotineiramente utilizados em nossas salas de aula, e são vistos como auxiliares na mediação do processo de ensino aprendizagem, facilitando a descoberta da Matemática enquanto campo de saber.

O direito de imagem dos alunos aqui presentes no blog são  para fins pedagógicos, único objetivo, e  estão cedidos ao colégio Estadual Hebe Camargo-sede do LSM.

Este blog tem apenas fins educacionais, portanto todo o material aqui apresentado tem o único objetivo de compartilhar conhecimentos. Uma parte deste acervo é fruto de pesquisa e quando isto ocorrer os créditos estarão nas postagens.



Um grande abraço!

Equipe N-LSM

Vencedor na Categoria Ensino Médio

Vencedor do 2º Prêmio de Educação Científica

Recente

Popular

Destaque

Caixas misteriosas para abrir o ano letivo

Nada melhor do que começar o ano letivo despertando a curiosidade dos nossos alunos, uma vez que, segundo Rubem Alves, educar é a arte de ...


static_page